Olá, primeiramente gostaria de me apresentar, meu nome é André Fernandes Jorge de Oliveira Filho, tenho 30 anos, sou formado em Administração de empresas e também em Design de Produtos.

Foi durante minha segunda graduação que descobri que era fascinado por modelagem 3D e tudo o que é possível criar dentro desse universo.

Na faculdade tivemos três semestres dedicados a aprender o aplicativo Solidworks, que é um programa de desenho assistido por computador (CAD), muito utilizado para facilitar o desenho técnico e projeto de produtos como Jóias, Eletroeletrônicos, utensílios domésticos, peças industriais, entre outros.

Porém não conseguíamos nos envolver 100% com a disciplina, pois dependíamos muito de medidas e comandos complicados, mas não deixava de ser desafiador, e isso fazia com que não víssemos as horas passarem durante as aulas.

E como eu sempre fui muito curioso e interessado, comecei a procurar por outros programas de modelagem 3D, até que certo dia antes do início da aula, eu assisti um vídeo de um artista esculpindo um personagem de um desenho a partir de uma esfera, e deslumbrado comentei com alguns colegas de sala sobre o vídeo, pois era realmente impressionante a facilidade com que o artista fazia daquela pequena esfera um personagem.

A partir daí, com algumas buscas, descobri que o programa utilizado era o zbrush, e então mais uma vez minha curiosidade me fez passar horas navegando na internet procurando o que poderia ser criado através dele.

Foi aí que veio aquele choque devido as infinitas possibilidades que podem ser feitas no programa, agregado a isso havia a empolgação de querer aprender mais e mais… as ideias e pensamentos não paravam, foi então que decidi estudar o zbrush.

Quero Ler  Na fabricação do Azul Perfeito

Dias depois, em pesquisas pela internet encontrei um curso on-line que me chamou atenção, pois me ensinaria noções básicas sobre o programa. Comprei o curso e comecei os estudos, super empolgado, tendo em vista que seria fácil, porém era mais complicado do que eu imaginava e logo vieram as primeiras frustrações de não conseguir reproduzir o modelo igual ao do professor, e aos poucos com a correria do trabalho e faculdade o zbrush foi ficando de lado.

Passados alguns meses, resolvi voltar ao zbrush, porém mudei minha estratégia de estudo para acompanhar as aulas, foi então que comecei a entender melhor as ferramentas que o programa oferecia, mas isso não significava eu já estava em um nível avançado na modelagem 3D.

Ficava imaginando como poderia melhorar minha técnica, visto que não tinha muitas habilidades artísticas, então comecei a procurar tutoriais onde artistas mostravam seus trabalhos em 3D voltado para colecionáveis, assim passe a entender melhor o que estava faltando.

Dia a dia descobria que essa era minha verdadeira paixão, então determinei como meta que queria trabalhar com modelagem 3D e me dediquei ainda mais, todo meu tempo livre era destinado ao 3D.

Fiz outros cursos, dessa vez, voltados para modelagem 3D para colecionáveis. Adquiri mais conhecimento e passei a entender melhor como era o processo de criação dos artistas, destinei então meus estudos para anatomia, fluxo das formas, técnicas de observação, comparação e percepção, pois só tendo essas técnicas agregadas a mim conseguiria criar uma base solida para modelar qualquer forma, alem de tudo, não posso esquecer de mencionar que é preciso muita disciplina e dedicação para alcançar bons resultados .

Hoje eu trabalho com modelagem 3D e sou muito realizado! Meu escritório é minha casa, e isso me deixa ainda mais confortável para idealizar meus projetos de criação! 

Quero Ler  Como dar inicio a um processo de design?

Desenvolvo joias e personagens para impressão 3D, e afirmo com toda convicção que não há  nada mais prazeroso do que colher os frutos de muito esforço e dedicação.

Se você tem um objetivo, pense nas pequenas coisas que você precisa realizar todos os dias para conseguir alcança-lo, e só pare quando atingir essa meta; ninguém irá fazer isso por você!

Siga-nos para ficar por dentro das novidades: @ioykmagazine Seguir